Rio produz mapa da energia solar

19.11.2013 (O Globo)
rio_iluminado.jpgSecretaria de Desenvolvimento investe R$ 1,5 milhão para identificar locais propícios à geração e atrair investimentos
 
O governo do Rio está produzindo um mapa da energia solar no estado. A ideia é analisar a incidência de raios e identificar locais que possam abrigar projetos de geração, para atrair investimentos, diz o secretário Julio Bueno, do Desenvolvimento Econômico. O estudo fica pronto em 2014. Vai custar R$ 1,5 milhão. Tanto para a Sedeis quando para a Empresa de Pesquisa Energética, energia solar é a matriz renovável de maior viabilidade em território fluminense. Ontem, a EPE, do governo federal, promoveu leilão de energia nova para 2016 (A-3). Venceram 39 usinas eólicas. Nenhuma fica no Rio. O estado também não habilitou nenhum dos 429 projetos de geradoras eólica, solar, biomassa ou PCH (pequenas hidrelétricas) que participaram da licitação. A vocação do Rio, diz Bueno, é a geração térmica a gás: "É nisso que somos competitivos. No futuro, com o crescimento da produção de etanol, teremos bagaço para gerar energia com biomassa". Mauricio Tolmasquim, presidente da EPE, diz que a energia solar pode deslanchar no Rio, com a produção científica dos centros de pesquisas da capital e a instalação de células fotovoltaicas para consumo residencial.
 
600 MIL METROS CÚBICOS
 
É quanto o Estado do Rio deverá produzir de etanol, por ano, na próxima meia década. A previsão é da Sedeis, com base nos incentivos recém-aprovados para a indústria sucroalcooleira fluminense. (O Globo, 19/11)
home features revista

REVISTA CIER

Confira todas edições da Revista CIER
"Sem fronteiras para a energia"
 Agenda

AGENDA ENERGÉTICA

Desafios e oportunidades na América
Latina e no Caribe
 

 

Strategy

SÍNTESE INFORMATIVA

Informações do setor energético
no Brasil e na América Latina
 Strategy

NOTÍCIAS

Acompanhe as últimas notícias 
do setor energético
 

 

Ideas

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Leia as edições anteriores