Uso de coletor solar pode economizar uma "Itaipu"

01.04.2014 (Valor Econômico)
Potencial inclui instalação em todo o Minha Casa, Minha Vida Uso de coletor solar pode economizar uma Itaipu' Rodrigo Polito Do Rio Enquanto o país enfrenta um risco de racionamento de ener-gia, a utilização de sistemas de aquecimento solar pode propor-cionar uma economia de ener-gia equivalente à produção ,anual de urna hidrelétrica do 'porte de Itaipu, a segunda maior :do mundo (atrás apenas da chi-nesa Três Gargantas), de 98,2 mil gigawatts-hora. 
 
A estimativa é .clo Departamento Nacional de Aquecimento Solar (Dasol) da Associação Brasileira de Refrige-ração, Ar Condicionado, Ventila-ção e Aquecimento (Abrava). Segundo a entidade, esse po-tencial de economia de energia poderá ser obtido se o governo estender a instalação compulsó-ria de aquecedores solares para todas as residências do progra-ma "Minha Casa, Minha Vida", totalizando 3,5 milhões de ca-sas. 
 
Hoje, a obrigátoriedade da instalação do equipamento é restrita ao grupo de casas da "faixa 1" residências com ren-da de até R$ 1.600,00, totalizan-do 263 mil residências. A implantação compulsória de coletores solares em todas as residências do programa é urna das propostas apresentadas pelo Dasol/Abrava em ofício enviado à presidente Dilma Rousseff em fevereiro. 
 
O documento conti-nha uma lista de sugestões para aumentar a instalação de aque-cedores solares e racionalizar o uso da energia elétrica no país. "0 nosso setor está consciente de que pode contribuir", afirmou DIVULGACÃO Mazzon, presidente da Dasol: "O governo deveria engajar a população do país, tornando-a consciente da situação atual" o presidente do Dasol/Abrava, Luís Augusto Mazzon, ao Valor. 
 
"0 governo deveria assumir a ne-cessidade de engajar a popula-ção, tornando-a consciente da si-tuação atual", completou ele. O executivo explicou que a in-dústria brasileira está preparada caso o governo acate a proposta e amplie significativamente a demanda por aquecedores sola-res. Segundo ele, o então presi-dente Lula havia afirmado a re-presentantes do setor que pre-tendia incluir a obrigatoriedade para todas as unidades do "Minha Casa, Minha Vida". Essa mensagem levou as empresas do setor a se prepararem para as encomendas. "As indústrias hoje trabalham com grande ociosida-de", afirmou Mazzon. O setor de aquecimento solar movimentou US$ 755 milhões (cerca de R$ 1,745 bilhão) em vendas no Brasil em 2013.0 mon-tante é 19,8% superior ao obtido em 2012, de US$ 630 milhões (cerca de R$ 1,456 bilhão). 
 
A área total de coletores sola-res instalados no Brasil alcançou 9,8 milhões de metros quadra-dos em 2013. O número é cerca de 15% superior ao registrado no ano anterior, de 8,5 milhões. O Dasol/Abrava prevê um cresci-mento na mesma linha para 2014, sem considerar mudanças no "Minha Casa, Minha Vida". Segundo Mazzon, o total de geração de energia equivalente obtida pelos coletores solares no Brasil hoje é de 5.404 GWh/ano. O volume é proporcional à pro-dução anual de energia da usina nuclear de Angra 1, no Rio de Ja-neiro (5.395,5 GWh/ano), ou ao consumo anual de urna cidade como Curitiba (PR), com cerca de 2 milhões de habitantes. 
 
O executivo, porém, afirma que o mercado brasileiro ainda é pequeno, em relação a outros países. A China, por exemplo, já alcançou uma área total de 217 milhões de metros quadrados de coletores solares instalados. (Valor Econômico, 01/04)
home features revista

REVISTA CIER

Confira todas edições da Revista CIER
"Sem fronteiras para a energia"
 Agenda

AGENDA ENERGÉTICA

Desafios e oportunidades na América
Latina e no Caribe
 

 

Strategy

SÍNTESE INFORMATIVA

Informações do setor energético
no Brasil e na América Latina
 Strategy

NOTÍCIAS

Acompanhe as últimas notícias 
do setor energético
 

 

Ideas

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Leia as edições anteriores