BNDES financia R$254 milhões para eólicas

Complexo Icaraí e Taíba, no Ceará, somam 121,8MW de capacidade instalada.
 
O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento de R$254 milhões para a construção de cinco parques eólicos nos municípios de São Gonçalo do Amarante e Amontada, no Ceará, que totalizam capacidade instalada de 121,8 MW. O BNDES financiará 50,2% do valor total dos investimentos, de R$503 milhões.
 
Os parques licitados pela Ventus Energia Renováveis no leilão de energia de reserva de 2009, contam com 58 aerogeradores, fornecidos pela Suzlon, e são divididos em dois complexos: o Complexo Icaraí (Icaraí I e Icaraí II) e o Complexo Taíba (Taíba Águia, Taíba Andorinha e Colônia).
 
O Complexo Icaraí, em Amontada, tem capacidade de 61,5 MW e o Taíba, localizado em São Gonçalo do Amarante, de 57,6 MW. Ambos estão conectados ao sistema de distribuição da Chesf.
 
O BNDES possui, atualmente, uma carteira com 51 projetos de financiamento de geração eólica, totalizando 5,5 mil MW e investimentos de R$25 bilhões, tratando-se de um setor prioritário para o banco. O aumento de seu peso na matriz energética brasileira tem contribuído para a instalação de uma indústria de fornecedores nacionais de aerogeradores, além de permitir aumento da oferta de energia a partir de fonte renovável e limpa. (Jornal da Energia, 16/10)
home features revista

REVISTA CIER

Confira todas edições da Revista CIER
"Sem fronteiras para a energia"
 Agenda

AGENDA ENERGÉTICA

Desafios e oportunidades na América
Latina e no Caribe
 

 

Strategy

SÍNTESE INFORMATIVA

Informações do setor energético
no Brasil e na América Latina
 Strategy

NOTÍCIAS

Acompanhe as últimas notícias 
do setor energético
 

 

Ideas

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Leia as edições anteriores