Eletrobras notifica 2 mil imóveis por furto no Piauí

A Eletrobras deu início na semana passada à operação de fiscalização de furto de energia em todo o Estado do Piauí e tem como meta visitar cerca de 300 mil imóveis até o final deste ano. De acordo com Renan Carvalho, gerente de medição e combate de perdas, somente em 2015 o prejuízo foi de R$145 milhões com a perda e furto de energia. "Neste primeiro momento, os locais visitados são os que apresentam a maior probabilidade de estarem furtando energia", disse o gerente.

A força-tarefa já teve início no interior e capital com 113 equipes técnicas para fiscalização e suspensão do fornecimento de energia de consumidores identificados com desvios ou que estejam inadimplentes com a Eletrobras. Até o momento, já foram fiscalizadas cerca de 5000 imóveis, sendo que 2000 apresentaram algum tipo de furto.

"Nesse caso, a orientação é notificar e tentar negociar com o proprietário a forma de pagamento após ser feito um cálculo do valor real a ser pago pelo consumo. O fornecimento não é suspendido e o dono pode pagar o débito em até 36 meses", afirma Renan.

perdas piaui

Até o momento, a incidência maior é de residências que tenham algum tipo de sistema de furto. E em Teresina, as ações de combate ao desvio de energia contam com o apoio do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (GRECO), da Polícia Civil do Piauí.

A assistente da diretoria comercial da Eletrobras, Rafaela Santos, afirmou que a fiscalização faz parte do Plano de Recuperação de Receitas, que visa diminuir o alto índice de perdas comerciais registrados no último ano. Em 2015, 18,2% de toda energia comprada pela distribuidora foram desviadas.

"Essa energia está sendo furtada ou desviada do sistema elétrico, ocasionando um prejuízo estimado em 125 milhões de reais. Além disso, o crescimento da inadimplência com o não pagamento das faturas de energia, impulsionados pelos aumentos tarifários do ano de 2015 e a crise econômica do país, já atingiu 6,1% do faturamento da empresa no último ano", disse a assistente da diretoria comercial, Rafaela Santos.

As perdas provocadas por ligações clandestinas representam riscos e um aumento na tarifa de energia. Este é o tema do curso Perdas e Inadimplência na Distribuição, que será ministrado pelo consultor e atual Assessor Jurídico da Abradee, Fábio Amorim. Funcionários de empresas afiliadas ao Bracier tem desconto na inscrição. Outros detalhes aqui.

(DIÁRIO DO POVO DO PIAUI, 19/04/2016)

Tags: tarifa, energia, Eletrobras, Perdas, furto de energia, Piauí,

home features revista

REVISTA CIER

Confira todas edições da Revista CIER
"Sem fronteiras para a energia"
 Agenda

AGENDA ENERGÉTICA

Desafios e oportunidades na América
Latina e no Caribe
 

 

Strategy

SÍNTESE INFORMATIVA

Informações do setor energético
no Brasil e na América Latina
 Strategy

NOTÍCIAS

Acompanhe as últimas notícias 
do setor energético
 

 

Ideas

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Leia as edições anteriores