Consumo de gás natural em usinas cai 40% com chuvas mais intensas

As térmicas que usam gás natural para gerar energia consumiram 40% metros cúbicos a menos entre janeiro e agosto de 2016 que no mesmo período do ano passado, segundo boletim do Ministério de Minas e Energia.

A principal causa da diminuição é a maior intensidade das chuvas, especialmente no Sudeste do país, que fizeram com que as térmicas fossem menos acionadas.

Na região, 2015 começou com 19% dos reservatórios das hidrelétricas cheios. Em 2016, eram 29%, afirma Carlos Ayala, diretor de comercialização da Bolt Energias, holding que atua no setor.

"Dez pontos percentuais nos reservatórios pode parecer pouco, mas em termos de consumo, significam 20 GW, o dobro do consumo da região Nordeste inteira."

Mesmo com a redução da geração e, consequentemente, do consumo de gás natural, o uso da capacidade das térmicas é maior do que o previsto, diz Xisto Vieira Filho, diretor presidente da Abraget (associação das térmicas).

usinas a gas"A demanda costumava ser de 40% do potencial das usinas, mas o despacho tem sido sistematicamente maior. Além do comportamento das chuvas, as novas hidrelétricas são de fio d'água, e isso significa menos segurança."

As indústrias são os outros tipos de cliente que reduziram as compras de gás, mas em 5,4%. Junto com as térmicas, elas representaram 90% do mercado em 2015.

Usos menores, como o de carros e casas, aumentaram. 

(FOLHA DE S. PAULO, 20/10/2016)

Tags: gás natural, usinas, hidrelétricas, térmicas,

home features revista

REVISTA CIER

Confira todas edições da Revista CIER
"Sem fronteiras para a energia"
 Agenda

AGENDA ENERGÉTICA

Desafios e oportunidades na América
Latina e no Caribe
 

 

Strategy

SÍNTESE INFORMATIVA

Informações do setor energético
no Brasil e na América Latina
 Strategy

NOTÍCIAS

Acompanhe as últimas notícias 
do setor energético
 

 

Ideas

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Leia as edições anteriores