Usinas de Angra batem recorde de geração em 2016

A central nuclear de Angra fechou 2016 gerando 15,9 milhões de megawatts-hora (MWh) – a melhor marca da história da Eletronuclear em ano com parada de reabastecimento de combustível. Essa produção é capaz de atender 7 milhões de habitantes durante um ano inteiro. Isso é o suficiente para abastecer, pelo mesmo período, Goiás ou Santa Catarina.

Além disso, Angra 1 e 2 também bateram seus recordes individuais de produção em anos com troca de combustível. A primeira unidade gerou 5,1 milhões de MWh, enquanto a segunda teve uma produção de 10,8 milhões de MWh.

O presidente da Eletronuclear, Bruno Barretto, comemora o desempenho das usinas, obtido em um ano difícil para a empresa. “Os resultados mostram que estamos no caminho certo. Isso pode ser atribuído aos investimentos feitos em equipamentos e à experiência operacional que adquirimos ao longo dos anos, mas, principalmente, ao comprometimento e alto grau de profissionalismo dos empregados da empresa”, ressalta.

angra1

Para o diretor de Operação e Comercialização, João Carlos da Cunha Bastos, a marca é importante não só pela quantidade de energia gerada, mas, também, pela maneira consistente e segura com que Angra 1 e 2 têm operado. “A central nuclear de Angra vem tendo uma performance ascendente. Podemos dizer com tranquilidade que as nossas usinas são uma garantia para o sistema elétrico brasileiro”, conclui.

(NOTÍCIAS ELETROBRAS, 04/01/2017)

Tags: energia nuclear, Eletronuclear, geração, Angra 1, Angra 2, usina nuclear, Bruno Barretto,

home features revista

REVISTA CIER

Confira todas edições da Revista CIER
"Sem fronteiras para a energia"
 Agenda

AGENDA ENERGÉTICA

Desafios e oportunidades na América
Latina e no Caribe
 

 

Strategy

SÍNTESE INFORMATIVA

Informações do setor energético
no Brasil e na América Latina
 Strategy

NOTÍCIAS

Acompanhe as últimas notícias 
do setor energético
 

 

Ideas

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Leia as edições anteriores