EPE assina seu primeiro Acordo Internacional de cooperação técnica com o México

O Cenace visitou a EPE na segunda-feira (30) com uma delegação de cinco pessoas para a assinatura do acordo

A Empresa de Pesquisa Energética (EPE), ligada ao Ministério de Minas e Energia (MME), e o Centro Nacional de Control de Energía (Cenace) do México assinaram nesta semana um acordo de cooperação técnica. O acordo foi concebido a partir de uma visita do presidente Luiz Barroso à África do Sul, em novembro de 2016, para a reunião do GO15 – grupo que reúne os presidentes dos 15 maiores operadores de rede elétrica no mundo-, e também a uma visita de fim de ano ao próprio Cenace, na Cidade do México. O México foi escolhido como objeto de interesse para a EPE em função da sua recente reforma energética, que une os melhores elementos de desenho de mercado disponíveis já com as lições de todos os erros e acertos de reformas similares no mundo.

Como explica Barroso, “o Cenace une em uma instituição a operação, planejamento e o mercado de energia elétrica; é como se ONS (Operador Nacional do Sistema), CCEE (Câmara de Comercialização de Energia Elétrica) e EPE estivessem em uma única instituição. Inicialmente seria um acordo tripartite, entre Cenace, ONS e EPE, mas migramos para um acordo bilateral do Cenace com a EPE e outro com o ONS”, informou.

O Cenace visitou a EPE na segunda-feira (30) com uma delegação de cinco pessoas para a assinatura do acordo, que foi estruturado inicialmente em seis áreas temáticas:

1. Integração de renováveis no planejamento;

2. Planejamento da transmissão com foco em corrente continua;

3. Integração gás-eletricidade;

4. Planejamento de compensação de reativos;

5. Modelos matemáticos e ferramentas computacionais para planejamento.

6. Capacitação.

A Delegação do Cenace foi formada por Eduardo Meraz Ateca, Director General; Nemorio González Medina, Director de Operación y Planeación del Sistema; Pedro Cetina Rangel, Director Jurídico; Luis Sergio Martínez Reyes, Subdirector de Operación; Francisco Javier Peñaloza Sanchez, Asesor de la Dirección General; e Juan Roberto Lozano Maya, Jefe de Unidad de Vinculación Institucional.

subestacao furnas

Também na EPE, nesta semana, foram realizadas as primeiras reuniões técnicas, com as equipes das Superintendências de Geração de Energia (SGE), de Projetos de Geração (SPG) e de Transmissão de Energia (STE). Os próximos passos serão definir um primeiro tema de trabalho em conjunto, nomear representantes de ambas as partes e iniciar a colaboração.

“Como tenho dito, o objetivo destes acordos é oxigenar o conhecimento na EPE visando seu apoio ao MME, aprendermos sempre, ensinarmos sempre que possível. Ele envolve todas as áreas da empresa e maximizaremos a participação de todos, incluindo o MME, e difusão do conhecimento”.

O Cenace esteve também nesta semana no ONS e no Cepel (Centro de Pesquisa de Energia Elétrica) para visitas técnicas.

(SETOR ENERGÉTICO, 06/02/2017)

Tags: energia, EPE, integração energética, MME, ONS, acordo bilateral, México, Cenace,

home features revista

REVISTA CIER

Confira todas edições da Revista CIER
"Sem fronteiras para a energia"
 Agenda

AGENDA ENERGÉTICA

Desafios e oportunidades na América
Latina e no Caribe
 

 

Strategy

SÍNTESE INFORMATIVA

Informações do setor energético
no Brasil e na América Latina
 Strategy

NOTÍCIAS

Acompanhe as últimas notícias 
do setor energético
 

 

Ideas

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Leia as edições anteriores